Bairros, Cultura & Turismo, Uma paulista na Cidade Sorriso

Boa Viagem: mais um cantinho encantador…

Minha vida de idas e vindas a Niterói tem todo um lado especial: sempre que estou na cidade, tento explorar ao máximo todos os cantinhos. Estou tão viciada em saber mais sobre o que acontece aqui que os amigos mais próximos começaram a me chamar de Secretaria de Cultura (#ficadica Cultura Niterói e Neltur :P).

Ainda tem muuuuuita coisa pra conhecer, mas nos dois últimos finais de semana aproveitei um bairro super encantador que já estava na lista de favoritos e agora chegou ao topo: Boa Viagem.

Desde a primeira vez que pisei na cidade, me hospedei na região. Fora o fato de ser linda, era fácil para eu chegar onde quisesse: no centro, na Ponte, em Icaraí, enfim. Agora que já não fico tão perto do local, aproveitei para passear um pouco por lá e explorar melhor seus cantinhos.

O bairro Boa Viagem visto da Ilha

O MAC

Não vou me estender. É patrimônio histórico da cidade e todo mundo sabe que é lindo, que é genial e que é “obrigatório” conhecer. Vale demais a visita, seja no Museu, seja no Bistrô, seja no pátio pra descansar depois de uma caminhada pela praia, como fizemos… de verdade: VALE A VISITA.

De dentro do Restaurante

Descanso 😉

O MAC

A Ilha

Há tempos estava querendo conhecer a Ilha da Boa Viagem, mas minha agenda nunca casava com os horários de visitação, até este domingo. E valeu a espera (e a pequena subida): o dia estava lindo e pra melhorar estava rolando a Festa Julina Gaviões do Mar. Ou seja, juntei as duas coisas que mais gosto de fazer: conhecer cantinhos lindos e apreciar boa vista com comida.

A caminho da Ilha

Vista da Ponte Rio-Niterói <3

Igreja da Boa Viagem

O Bairro e o Quiosque

O gostoso de Boa Viagem é sair caminhando pelo bairro. As ruas são gostosas e sempre têm uma surpresa boa. O Cheiro de Mar é uma delas. O quiosque fica no finzinho da rua sem saída Roberto Rowley Mendes. Pedir uma água de coco, um dos lanches superapetitosos com fatia de abacaxi, sentar embaixo das árvores e apreciar a vista da praia de Icaraí e do Rio de Janeiro é o programa perfeito para um dia tranquilo ou para o descanso após a maratona de passeios.

Como boa gordinha que sou, mesmo depois da festança na Ilha fui matar as bichas e abocanhar um Gallis Egg Bacon que, como o próprio nome diz, vem frango, ovo, bacon, salada e uma deliciosa fatia de abacaxi que, do contrário do que muitos pensam, dá o sabor especial ao lanche. Nota: é tão gostoso que até esqueci de tirar foto do lanche.

Vista do Cheiro de Mar Foto: Marina Zyrianoff
Vista do Cheiro de Mar

Dica de passeio: aproveita que a Avenida Almirante Benjamin Sodré fica interditada nas proximidades do MAC aos finais de semana e feriados, pega uma bike, visita a Ilha da Boa Viagem, depois dá uma passadinha no Museu (R$ 10 inteira, R$ 5 a meia-entrada, NA FAIXA para niteroienses que apresentarem comprovante de residência e para visitantes que chegarem de bike) e termina seu dia no Cheiro de Mar. Fizemos isso e garanto que vai valer o rolê! 🙂

Author: Marina Zyrianoff

Paulista de São Bernardo do Campo, jornalista, marketeira e palmeirense. Conheceu Niterói por causa do trabalho e se mudou pra cá por amor – à Cidade Sorriso e às boas surpresas que a vida proporciona. Apaixonada por conhecer pessoas, lugares e coisas boas. E são essas novas experiências que busca compartilhar no Explore Niterói.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *