Natureza & Aventura, Notícias

Golfinho na praia: o que fazer?

Na última terça, feriado em Niterói, os banhistas em Itacoatiara tiveram uma surpresa: um golfinho encalhou na beira da praia.

golfinho-itacoatiara-explore-niteroi

Nós conversamos com a Professora Liliane Lodi, do Projeto Baleias & Golfinhos do Rio de Janeiro, sobre o que fazer quando encontrar um golfinho encalhado.

No caso específico do encalhe do golfinho-cabeça-de-melão na praia de Itacoatiara no dia 22 de novembro, através da análise dos vídeos sugiro que, em situações como esta, os seguintes procedimentos devem ser tomados para o resgate:

  • Colocar o animal em uma posição estável ou seja, com o ventre voltado para baixo
  • Não jogar água no orifício respiratório
  • Jamais o animal deve ser puxado pela nadadeira caudal pois, neste caso, o próprio peso do animal pode deslocar suas vértebras, causando um problema ainda maior. Também, a nadadeira caudal é bastante forte e em um comportamento natural, o animal irá batê-la com força, na tentativa de retornar para águas mais fundas, o que pode machucar seriamente uma pessoa
  • O animal deve ser suportado pelos lados do corpo e ser movido lentamente, mantendo o orifício respiratório acima da superfície da água
  • As pessoas que participaram do resgate deverão fazer “uma barreira humana” para impedir que o animal retorne à praia
  • O animal já está bastante estressado. Apenas as pessoas que participam do resgate devem ficar próximas do golfinho. Evitar gritos e algazarras. Lembre-se: se ele veio dar na praia é porque provavelmente está com algum tipo de problema
  • Monitorar as praias e o mar após o resgate

Cada caso de encalhe é um caso e requer atitudes específicas

Parece que o resgate obteve sucesso, apesar de o animal ter sido deslocado de forma imprópria (puxado pela nadadeira caudal) e o tumulto na praia ter sido grande… Entendo que a intenção das pessoas foi a melhor possível. Contudo cabe divulgar as informações corretas de como proceder nestes casos.


*Liliane Lodi é diretora do Projeto Baleias & Golfinhos do Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *