Agenda Cultural, De graça

Interculturalidades | Festival celebra os cem anos de Manoel de Barros

Homenagem ao autor conta com exibição de documentários, mesa de conversa, intervenção poética e show do Grupo Uirapuru – Orquestra de Barro

Grupo Uirapuru / foto: Divulgação

O poeta mato-grossense Manoel de Barros completaria em 2016 cem anos. Em via de homenagear vida e obra do escritor, o Festival Nacional de Cultura Popular – Interculturalidades terá um dia inteiro de programação voltada ao autor que encantou, encanta e continuará encantando por gerações todos aqueles que se depararem com os versos e estrofes de suas poesias ricas semanticamente.

No dia 6 de setembro, às 14h30, será exibido o documentário “Língua de Brincar”, de Gabraz Sanna e Lucia Castello Branco, na Tenda do Centro de Artes UFF. Neste filme, Manoel de Barros é o personagem central, que conta com participações de Maria Bethânia, Mia Couto e Ondjaki, além do próprio Manoel e sua esposa, Stella.

Em seguida, às 15h45, acontece a mesa “‘Na ponta do meu lápis há apenas nascimento’ – Homenagem pelo centenário de Manoel de Barros'”.

Manoel de Barros © Acervo da família
Manoel de Barros © Acervo da família

A mesa conta com a presença da filha do poeta, a artista plástica Martha Barros, e de Douglas Queiroz Marçal, assessor de Cultura e de Comunicação da Fundação Manoel de Barros. Além dos dois, participam como debatedores Elton Luiz Leite de Souza – filósofo, professor da Unirio e autor do livro “Manoel de Barros: a poética do deslimite”; Luiz Henrique Barbosa – professor da Fundação Mineira de Educação e Cultura (FUMEC) e autor do livro “Palavras do chão: um olhar sobre a linguagem adâmica em Manoel de Barros”; Mário de Souza Chagas – poeta, museólogo, doutor em Ciências Sociais, professor da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e coordenador técnico no Museu da República; e Gabraz Sanna – artista visual, curador, cineasta e um dos idealizadores do documentário “Língua de Brincar”.

Betina Kopp
Betina Kopp / foto: Divulgação

Às 17h, na Tenda, será realizada a intervenção poética “Voar fora da asa”, com Betina Kopp e Mano Melo. A poeta e atriz Betina criou diversas performances entre poesia, música e teatro, além de ter sido apresentadora do programa “Sensacionalista” do Multishow. Já o poeta, ator, romancista e roteirista Mano Melo tem formação de ator pelo Conservatório Nacional de Teatro e estudou filosofia no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Na sequência, às 17h45, será exibido o documentário “Ruína 14”, de Gabraz Sanna, na Tenda do Centro de Artes UFF. No filme, o diretor registra a cantora Maria Bethânia lendo o poema intitulado “Ruína”, de Manoel de Barros.

Encerrando a homenagem, às 18h, acontece o show do Grupo Uirapuru – Orquestra de Barro. Na ocasião, eles apresentam o espetáculo “De Barros, uma homenagem a Manoel”, dedicado ao poeta. Do povoado de Moita Redonda, em Cascavel, Ceará, o grupo se apresenta com instrumentos feitos de barro.

Haverá ainda um stand com obras do poeta e de alguns debatedores na EDUFF, livraria localizada no Centro de Artes UFF.

Grupo Uirapuru / foto: Divulgação

Homenagem a Manoel de Barros
Quando: Terça-feira, 6 de setembro de 2016, a partir das 14h30
Onde: Tenda do Centro de Artes UFF – Rua Miguel de Frias, 9, Icaraí
Telefone: 3674-7512
Censura: livre

Author: Explore Niterói

Explore Niterói é um guia turístico diferente. Feito por quem ama e vive na cidade de Niterói, explora todos os cantinhos da Cidade Sorriso com amor. Vem com a gente! #exploreniteroi contato@exploreniteroi.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *