Crônicas, Niteroiensis

Niterói empreendedor – a breve história de Mônica.

Santa Rosa (ou Jardim Icaraí, como preferirem rs), cozinha da Mônica.

Me admira ver amigos e parentes desta cidade bonita e cheia de ideias em ebulição, como mencionei neste post,  abrindo seus próprios negócios. Em qualquer crise em que se esteja, torna-se urgente desacelerar para replanejar sua estratégia. É tempo de repensar, de criar; é tempo de empreender.

No âmbito profissional, aproveitando esse novo e cada vez mais frequente modelo de trabalho, conto com a breve história da minha musa inspiradora:

Mônica Moura, 1 metro e oitenta e poucos de beleza e docilidade. Mãe(zona) de três crianças espertas (João, Maria e José) viu na doçura a oportunidade de fazer uma renda extra,  já que aumentaram suas responsabilidades financeiras com as crianças e a casa depois da separação.

Arquivo pessoal da confeiteira.
Acervo pessoal da confeiteira. Da esquerda para direita: João, José e Maria Clara.

Mônica é um exemplo de pessoa, de mãe, de dona de casa e de profissional que se reinventa a cada dia e não para diante de uma crise: ela a adoça.
Ser empreendedora pode até ter surgido de uma necessidade própria, mas seu talento é nato e reconhecido por seus clientes. Ela une a habilidade adquirida desde a infância com a vó Constança e a tia Carmita aos desejos de seu público. Sua missão é realizar os sonhos mais doces e encantar suas famílias.

Lynda-Carter
Google Search – Mulher Maravilha

O que mais me fascina na sua filosofia é a capacidade que tem em criar novos sabores, fechar parcerias e aceitar desafios, porque acredita, como ensinou seu falecido pai, que quem quer, aprende e executa.

Acervo pessoal da confeiteira - Bolo Circo
Acervo pessoal da confeiteira – Bolo Circo

Conhecendo de perto sua trajetória: a dedicação aos mínimos detalhes, o capricho da preparação à entrega do trabalho e o feedback positivo dos clientes, podemos identificar que características empreendedoras não lhe faltam: automotivação, criatividade, persistência, execução e o ingrediente que move tudo isso: a paixão pelo que faz.

Acervo pessoal da confeiteira - Bolo e doces Paris
Acervo pessoal da confeiteira – Bolo e doces Paris

Pra ter uma ideia, confere aqui a fanpage dela. ♡

Fotografia da colunista desta crônica
Fotografia da colunista desta crônica

One Commnet on “Niterói empreendedor – a breve história de Mônica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *