Entretenimento, TOP 5

Top 5: bandas de Niterói

TOP 5: Cinco bandas que dão orgulho a Nikity

Por Mateus Pereira*

foto: Vinícius Giffoni
foto: Vinícius Giffoni

Você tem dúvidas que Niterói é uma cidade artística e cheia de pessoas com talentos diversos? Hoje vamos tentar diminuir essa dúvida. Aproveitando que na última segunda-feira (17) foi o dia da música brasileira, decidimos mostrar um pouco do que está acontecendo na música independente da cidade. E aqui está uma rápida lista de 5 bandas que nasceram nos últimos anos em Niterói e, com certeza, irão fazer você ter mais orgulho de ser niteroiense. Como a ideia não é criar um ranking e sim listar cinco bandas do atual cenário da música niteroiense, vamos dividi-las por ordem alfabética.

1-      Facção Caipira

Facção Caipira, por Victor Mayrinck
Facção Caipira, por Victor Mayrinck

O nome já instiga, mas as músicas desses caras vão fazer você se questionar porque nunca tinha ouvido nada parecido antes. Jan Santoro (voz/resonator), Daniel Leon (gaita), Vinicius Câmara (baixo) e Renan Carriço (bateria), à primeira vista são uma formação esquisita: um pouco de country, um pouco de rock e um pouco de blues. Mas é exatamente por isso que as coisas ficam interessantes.

A banda nasceu em 2009 e se propôs a fazer algo extremamente original, pegando o que há de melhor nesses ritmos e fazendo uma mistura única. Segundo seu site, “é o rock britânico, com influência do Alabama e performance à brasileira”; não à toa, foi a música “Blues Brasileiro Foragido Americano” que marcou a banda, pois já demonstra o coração da Facção Caipira.

Foi com o EP autointitulado que, em 2012, a banda conseguiu sua primeira aparição autoral mais fortemente ao público e, no ano passado, o álbum “Homem Bom” trouxe as músicas já consagradas somadas a canções inéditas que não pararam de trazer fãs. 2015 também foi quando a banda subiu ao palco do programa SuperStar, uma competição musical que deu espaço a músicos de todo o país na tela da tv. Rolou até a já clássica gafe da Sandy confundindo a gaita com um beatbox.

eita
eita

Recentemente a banda lançou o clipe da música “Levada” e em menos de um mês já conseguiu quase 30mil visualizações no YouTube.

2-      Gragoatá

Gragoatá / Divulgação
Gragoatá / Divulgação

A banda surgiu em 2014 já com diversas músicas autorais que chamaram a atenção do público, principalmente daqueles do bairro niteroiense que dá nome à banda. Um dos maiores exemplos é o vídeo da música “Passarinho” (uma das mais conhecidas da banda) que, em dois anos, já foi visualizado mais de 500mil vezes no YouTube.

Seu primeiro CD está em produção colaborativa, a partir da plataforma catarse.me, e já atingiu quase 70% da meta que a banda precisa. Gragoatá é composta por Rebeca Sauwen (voz), Renato Côrtes (guitarra) e Fanner Horta (guitarra/ukulelê) que procuram levar a MPB como gênero central, mas não deixam de transitar no pop, rock, folk e até rap, dependendo das parcerias que constroem, como já foi feito por Rebeca com a banda Oriente, em diversas ocasiões.

Rebeca também esteve em rede nacional, participando do programa The Voice.

Na última sexta-feira (14) foi lançada a primeira música do EP audiovisual “Revoada”, com seis músicas, sendo cinco inéditas. O projeto é uma parceria entre as bandas Gragoatá e Barcamundi e ainda este mês terá todas as canções lançadas.

3-      Kapitu

Kapitu, por Vinícius Giffoni
Kapitu, por Vinícius Giffoni

Criada em 2008 é a banda que representa o bom e velho Rock ‘n Roll desta lista. Mesmo composta pelos elementos mais clássicos do Rock, com Yuri Corbal (voz/guitarra), Eduardo Matos (guitarra), Irlan Guimarães (baixo) e Rafael Marcolino (bateria), Kapitu se propõe a ser livre, autêntica e visceral, como a personagem de Machado de Assis que inspira o nome do grupo – que, aliás, foi escolhido por voto popular.

Em 2013, o EP “Utopia” já deu o que falar, mas foi em 2015 com o álbum “Vermelho” (também feito a partir de financiamento coletivo) que pôde aparecer como deveria para os que gostam de rock. Kapitu hoje investe forte em clipes para suas canções e é a partir das performances nestes vídeos (e nos palcos) que consegue alcançar cada vez mais fãs para a banda. Pode conferir o último deles aí:

4-      Oriente

Oriente / Divulgação
Oriente / Divulgação

Formado em 2009, o grupo lançou seu primeiro álbum em 2011 impactando o RAP nacional. A banda conta com Bruno Silva (violino/baixo/flauta/bandolin), Geninho Beatbox e os MCs Nissin Instantâneo e Chino Vietcong. Estes últimos, que possuem histórias incríveis: o primeiro, campeão de diversas batalhas de improviso no Brasil e o outro com letras surpreendentes e inteligentes, o que levam as músicas da banda possuírem poesias ímpares.

A música “O Vagabundo e a Dama”, sucesso já no primeiro CD “Desorientado”, já conta com mais de 47 milhões de visualizações no YouTube. O segundo trabalho, “Oriente Acústico” lançado a dois anos, veio para confirmar a força da banda. Com parcerias do RAP, Reggae e MPB (como a própria Rebeca Sauwen – Gragoatá), Oriente entrou para o hall de uma das melhores bandas de RAP no Brasil.

Em 2016, o segundo trabalho de estúdio está para ser lançado: “Yin-Yang”. Além disso, uma grande turnê pelo país, para a divulgação do álbum, também está nos planos do grupo.

5-      RivoTrio 2mg

RivoTrio 2mg / Divulgação
RivoTrio 2mg / Divulgação

Segundo o canal oficial da banda no YouTube, a RivoTrio 2mg foi a “Banda revelação de 2012!” e o grupo diz de si mesmo que “veio para preencher a lacuna que Chico Anysio deixou na história da música brasileira”, ou seja, os caras se propõem a fazer uma bagunça pra lá de engraçada na música brasileira (o que torna tudo mais divertido).

O trio se propõe a ser uma banda de rock ‘n roll sem uma guitarra distorcida, até porque os integrantes Lucas Araújo, o Mad Lucas (voz/violão), Kyoma, o KY (baixo) e Pedro Tentilhão, o Tentilhão Marreta (bateria) não tocam guitarra alguma. Ao ouvir as músicas deles, a lembrança que logo vem é de uma outra banda que buscava fazer sátira com coisas sérias; é claro que falamos dos Mamonas Assassinas, a diversão das piadas que existem nas letras do RivoTrio 2mg nos remetem logo às brincadeiras que estes jovens também faziam na década de 1990. A banda, nessas sátiras, faz muito trocadilho e acaba viajando para ritmos como samba, pop, mpb, rap e o rock, é claro.

RivoTrio 2mg já lançou alguns EPs e o último intitulado “Quer um pouquinho?” tem inclusive participação de Jan Santoro – Facção Caipira para dar o tom de country que faltava na banda. Atualmente, a galera do RivoTrio ta meio parada, mas a gente é fã e não vê a hora deles se juntarem pra lançar coisa boa e nova outra vez.

E aí, conta pra gente qual a sua banda favorita dessas. E qual você não conhecia, mas viciou assim que ouviu  a primeira nota?


*Mateus Pereira é analista de social media e um grande fã da cena musical independente de Niterói.

Author: Explore Niterói

Explore Niterói é um guia turístico diferente. Feito por quem ama e vive na cidade de Niterói, explora todos os cantinhos da Cidade Sorriso com amor. Vem com a gente! #exploreniteroi contato@exploreniteroi.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *