Natureza & Aventura, Sem categoria

Travessia São Francisco x Piratininga

A maior trilha de Niterói

Também conhecida como Travessia Tupinambá, possui cerca de 6 quilômetros e meio de extensão, levando em torno de umas três horas para chegar de um lado ao outro.

A trilha tem seu início entre as duas rampas de vôo no Parque da Cidade. Ela liga diversas trilhas como a trilha dos Blocos, Bosque dos Eucaliptos, Trilha do mirante da Pedra Rachada, Travessia Cafubá e Mirante da Tapera.

Início da trilha. Foto: Gabriela Gismonti

Em geral, é uma trilha tranquila tratando-se de condicionamento físico, pois em sua maioria a descida é predominante. Possui belíssimos mirantes ao longo dela, com ângulos únicos e imperdíveis da nossa Cidade Sorriso. Seguem algumas fotos:

Vista da Pedra Rachada para o Mirante do Pimentel, no Morro da Viração e a Serra da Carioca ao fundo. Foto: Gabriela Gismonti

Mirante da Travessia, localizado quase na descida que da acesso tanto para a Travessia do Cafubá quanto para a Tupinambá. Foto: Gabriela Gismonti

Continuação da trilha. Foto: Gabriela Gismonti

Não utilize atalhos! Foto: Gabriela Gismonti

Vale das Jaqueiras. Foto: Gabriela Gismonti

Como dito acima, é uma trilha que se liga a diversas outras trilhas, então é necessário prestar atenção nas bifurcações que vão surgindo e nas setas que indicam o caminho.

Sinalização ao longo da trilha. Foto: Gabriela Gismonti

Mirante da Tapera, onde é possível observar os fortes. Foto: Gabriela Gismonti

Mirante da Tapera com vista para a Praia e prainha de Piratininga, Praia de Camboinhas, de Itaipu, Morro das Andorinhas, as ilhas do Pai e da Mãe, Costão de Itacoatiara e ao fundo, o Mourão.             Foto: Gabriela Gismonti

Antigamente, essa região era habitada por índios, antes mesmo da chegada dos portugueses, então se resolveu fazer uma interligação dessas trilhas em homenagem aos povos indígenas que ali viviam, criando então, a Travessia Tupinambá.

Final da travessia (ou início). Fica localizado na rua dos Corais, a 400 metros da praia de Piratininga. Foto: Gabriela Gismonti

Essa trilha ainda está sendo sinalizada e reaberta através dos trabalhos da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, do Clube Niteroiense de Montanhismo e do Voluntariado.

De acordo com Alex Figueiredo, administrador do PARNIT, a Travessia Tupinambá será de fato aberta ao público no final de Março.

Vamos torcer! 😉

Foto: Gabriela Gismonti

 

Author: Gabriela Gismonti

Gabriela Gismonti, nascida em Portugal, criada no Brasil desde os 3 anos. Vive em Niterói, ama fotografar e principalmente se aventurar. Graduanda em biologia na UFRJ, está sempre trilhando e conhecendo nossa Niterói por cima. Aqui no Explore Niterói, irá compartilhar um pouco dessas aventuras com a gente.

8 Comments on “Travessia São Francisco x Piratininga

    1. Oi Ricardo, tudo bem?

      Entramos em contato com a direção do Parque da Cidade e fomos informados de que a trilha para a Rampa do Pimentel NÃO está aberta nem sinalizada, portanto não é recomendada aos visitantes por questões de segurança.
      Mesmo assim, é de interesse do PARNIT que a trilha seja aberta um dia. Assim que tivermos novidades nesse sentido, comunicaremos aqui e nas nossas redes sociais. Já segue a gente lá? facebook.com/exploreniteroi e instagram.com/exploreniteroi

      As outras trilhas da travessia estão totalmente sinalizadas e seguras. Nós NÃO recomendamos que os visitantes saiam do percurso da trilha por questão de segurança.

      Bom passeio!

    1. Olá, Geisa!
      A trilha funciona no mesmo horário do Parque da Cidade, das 8h às 18h (extensivo às 19h somente durante o horário de verão).
      Não é preciso nenhum tipo de autorização, a trilha é muito segura e 100% aberta ao público.
      Junte os amigos e vá trilhar!

  1. boa noite galera.
    gostaria se há um mapa da travessia completa disponivel em algum arquivo ou foto, pois pretendo faze-la em breve.
    grato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *